Sobre

O Laboratório de Letramento Acadêmico em Línguas Materna e Estrangeiras foi criado em 2011 pelas Profas. Dras. Marília Mendes Ferreira e Eliane G. Lousada das áreas de inglês e francês do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

A grande motivação para tal iniciativa se deve à constatação das professoras envolvidas da necessidade cada vez mais urgente da universidade em geral e, especificamente da graduação, de se preparar os alunos para novos contextos de comunicação em que a língua materna e a estrangeira convivem e o registro escrito é fundamental.

Por um lado, as disciplinas da graduação dos diversos cursos da USP não dispõem de tempo para o ensino da escrita,seja em língua materna, seja na língua estrangeira. Os alunos frequentemente ingressam na USP com uma experiência de escrita restrita a gêneros relacionados a provas padronizadas para avaliação do sistema de ensino e vestibulares e nas quais está praticamente ausente uma socialização com as especificidades do discurso acadêmico. 

Por outro lado, com a internacionalização e as crescentes oportunidades do intercâmbio na graduação, as necessidades dos alunos em escrever adequadamente na língua estrangeira se impõem. Adicionado a isso, a escrita não é uma habilidade alvo nos cursos de idiomas, local tradicional e de prestígio na sociedade brasileira para a aprendizagem do idioma estrangeiro.

 Dessa forma, o laboratório de letramento acadêmico representa uma ação inédita dentro do âmbito da USP de atuar nas deficiências do letramento, conduzindo-os a uma socialização efetiva do discurso acadêmico e das tarefas exigidas na graduação através de monitorias individuais a esses alunos. 

O Laboratório é tema de várias pesquisas na área de inglês, português e francês.